Geral

Adolescentes e a autoestima

A origem da palavra adolescência é derivada do latim adolescere, que significa crescer ou crescer até a maturidade, dessa forma podemos considerar que a adolescência é um momento de transição onde o adolescente vivencia a passagem da vida infantil para vida adulta. Porém, é difícil estabelecer limites precisos de tempo e duração da experiência de ser adolescente, considerando que a adolescência é um fenômeno psicossocial que depende da sua estimulação ambiental e cultural. A autoestima, por sua vez, está diretamente relacionada a avaliação que o sujeito faz de si mesmo, através de julgamentos sociais e valores morais, podendo a avaliação ser positiva ou negativa.

Durante o período da puberdade, momento em que os adolescentes descobrem a maturação sexual ou fertilidade, é comum que eles se sintam estranhos junto ao seu corpo devido as mudanças físicas apresentadas e novas sensações. Essas mudanças são geradoras de estresse e podem causar a diminuição da autoestima. Neste período, o luto pelo corpo infantil que não mais o pertence é comum no adolescente e também pode afetar diretamente a sua autoestima.

A dissociação de corpo e mente reflete diretamente na identidade sexual do adolescente podendo acarretar vários transtornos. É comum nesta fase de descoberta do novo corpo, que o adolescente busque pela perfeição do mesmo, através de dietas exageradas que podem desenvolver quadros de anorexia e bulimia.

Sendo assim, a autoestima na adolescência é parte constituinte da saúde mental de quem vivencia a experiência de ser adolescente, uma vez que, tal experiência é marcada pelas mudanças do corpo e das novas formas de pensar, redefinindo assim a percepção que o adolescente tem de si mesmo e do mundo.